Polícia da Indonésia prende 141 gays e 2 homens são açoitados em público

6
views

A situação dos LGBT+ na Indonésia está cada vez pior. No última domingo (21), a polícia prendeu 141 homens em uma festa gay que acontecia numa sauna em Jacarta. Embora a homossexualidade só seja crime em Aceh, o conservadorismo religioso é quem dita as regras na Indonésia, onde sexo gay é considerado ilegal na maior parte do território.

+ Esquadrão da morte prende 27 gays em Bangladesh

“Nossos agentes realizaram uma investigação sigilosa e executaram uma operação no local no domingo”, afirmou o detetive Nasriadi, que também disse que pelos menos 10 dos presos responderá com base na legislação de pornografia, que é muito mais dura.

Dois homens levam 83 chicotadas em praça pública

Um palco foi montado para que dois homens fossem açoitados em praça pública. Eles foram flagrados transando e condenados com base na lei islâmica sharia. Rebecca Henschke, repórter da BBC News Indonésia, conseguiu entrevistar um deles antes que ele fosse chicoteado, ele se dizia aterrorizado.

“Só quero que tudo isso acabe e que possa voltar para a minha família. Estou profundamente deprimido. Estou tentando me tirar desse abismo”, contou ele a repórter.

O homem cursava medicina antes de ser flagrado transando, mas foi expulso da faculdade e permaneceu preso por dois meses, o que diminuiu a pena em 2 chicotadas. Na prisão, ele teve que conviver com pessoas que, de acordo com a repórter, olhavam de forma intimidadora a todo momento.

A multidão que se formou para assistir a pena ser aplicada gritava coisas como “Que isso sirva de lição” e “Bata com mais força”. Os homens açoitados não foram identificados.

Comentários